• Daniella Neves.

Disney traz de volta o Annual Pass.




Desde o fechamento do Walt Disney World em março de 2019, por causa da pandemia de Covid-19, que os passes anuais da Disney foram suspensos. Na época eles deram a duas opções aos portadores desses passes, cancelamento e reembolso, ou mantê-los e receber ao final da validade um bônus de 01 mês a mais para utiliza-lo. Eu como ótima otimista que sou, mantive, mesmo o meu;


Com a reabertura dos parques em julho de 2020, e o fato das experiências estarem muito diferentes das anteriormente oferecidas, a Disney cancelou a venda de novos passes. Porém hoje, dia 30 de agosto, a espera cessou. A partir de 08 de setembro, os passes voltarão a serem vendidos, com novos nomes, e muitas mudanças.


Os 03 primeiros tipos de passes são para residentes da Florida, e o último é para todo público geral, moradores de outros Estados americanos e até de outros países. Os valores vão de 399 + taxas à 1299 + taxas.


Como desde sua reabertura a Disney trabalha com reservas, mudou também a quantidade de reservas do Disney Park Pass (Sistema de reservas) que o titular do passe pode manter por vez:

•Disney Incredi-Pass e Sorcerer Pass: Até 5 reservas por vez.

•Disney Pirate Pass: Até 4 reservas realizadas por vez.

•Disney Pixie Dust Pass: até 3 reservas realizadas por vez.


Para quem estiver hospedado nos resorts Disney, os hóspedes poderão para fazer reservas em parques temáticos para cada dia de sua estadia, além das reservas que podem ser feitas com base no tipo de passe.


Um novo calendário integrado permitirá aos titulares ver rapidamente as datas de bloqueio para cada tipo de passe, ver os dias disponíveis e fazer, modificar ou cancelar uma reserva em um só lugar.



Benefícios como estacionamento gratuito, e Park Hopper continuarão para todos. A grande mudança é que o acesso ao Disney Photopass e aos parques aquáticos, não estarão mais inclusos, e poderão ser adquiridos com custo extra.


Se me perguntarem se vale a pena, vou dizer que já fiz esse cálculo anos atrás quando investi num passe anual. Antes da mudança eu diria que valeria a pena caso você fizesse duas viagens ao ano, por todos os benefícios inclusos. Hoje, o passe ficou mais caro, e perdemos dois itens que para mim são muito importantes, como o Photopass (Fotos tiradas por fotógrafos e também tiradas nas atrações) e os parques aquáticos. Nesse cenário, o passe para quem não é residente, só vale a pena caso vocês viaje três vezes ao ano, tendo em vista que pagará a parte pelos serviços, assim como o novo Fastpass, o Genie+.


E vocês, gostaram das mudanças? Acham que vale a pena? Me contem para trocarmos idéias.